Loading...
Menu

NOVAS DATAS A ANUNCIAR

CAMINHADAS COM ARTE . ADIADO

PORTUGAL

Conversas na natureza
ALJEZUR . MONCHIQUE

ALJEZUR
novas datas a anunciar
Vilarinha, Bordeira

MONCHIQUE
novas datas a anunciar
Moinho do Poucochinho, Parque do Barranco dos Pisões

DURAÇÃO (caminhada + almoço): 6H00 aprox.

CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: M/ 16+
A idade mínima permitida é 16 anos

BILHETES:
10€ Preço Único

BILHETES À VENDA TAMBÉM EM:
Monchique – Biblioteca Municipal
Aljezur – Casa Lavrar o Mar – Rua João Dias Mendes 
Perante o agravamento da situação do novo coronavírus (COVID-19), e de acordo com as recomendações das autoridades de saúde nacionais e das autoridades municipais, tomámos a decisão de adiar a apresentação dos espectáculos agendados até o início de abril, ou seja, as Caminhadas com Arte, e os Amrat Hussain Brothers Trio, para uma data ainda a definir, consoante a evolução da pandemia que está a tomar lugar neste momento.
No que toca aos bilhetes comprados, as pessoas que desejem ser reembolsadas, poderão fazê-lo.

As pessoas que compraram os bilhetes no escritório Lavrar o Mar ou na Biblioteca Municipal de Monchique, deverão entrar em contacto connosco para o nosso e-mail info@lavraromar.pt ou ligar para +351 913 943 034 a explicar a situação, para procedermos ao reembolso.

As pessoas que compraram os bilhetes online deverão pedir o reembolso à BOL, respondendo ao e-mail que contém os bilhetes, explicando a situação.

As pessoas que compraram os bilhetes nos pontos de venda aderentes da BOL (Fnac, Worten, etc…) deverão enviar um e-mail a explicar a situação para info@bol.pt

As pessoas que não pedirem o reembolso ficam com os bilhetes válidos para as novas datas que estão por anunciar.

Lamentamos o sucedido, mas compreendemos que esta é uma situação de emergência preventiva e que nos diz respeito a todos.

Relembramos e reforçamos a necessidade de acompanhar de perto e seguir as indicações das autoridades de saúde nacionais e internacionais, de forma a contermos o vírus da melhor forma possível.

Afastamo-nos como nunca, para não deixar o vírus lavrar, mas juntamo-nos como nunca nesta missão que é de todos.

Muito obrigado pela compreensão.

A equipa Lavrar o Mar
Caminhadas com Arte consiste numa proposta de 17 passeios distintos (10 em Aljezur e 7 em Monchique). Cada caminho e cada conversa terá um tema que será conduzido por um orador caminhante diferente, que levará um grupo de 15 pessoas a mergulhar no seu universo e na paisagem deslumbrante do Barlavento Algarvio.

Conversaremos sobre disciplinas tão distintas como o jornalismo, o activismo climático, a literatura, apicultura, fotografia, alimentação, arte e história, entre outras.
Cada pessoa deverá, no acto da compra do bilhete, escolher o orador/caminho que pretende realizar, tendo em conta as particularidades de cada um (tema, grau de dificuldade, distância, duração, idioma).

No final, os grupos convergem para o mesmo local, onde haverá um almoço tardio conjunto. Um momento para celebrar, conversar e partilhar as experiências vivenciadas.

Em colaboração com a Rota Vicentina

PASSEIOS ALJEZUR
novas datas a anunciar

Alexandra Prado Coelho jornalista

BIOGRAFIA
Nasceu em Lisboa em 1967 e é licenciada em Comunicação Social. Entrou no jornal PÚBLICO em 1990 onde permaneceu até aos dias de hoje. O jornal continua a ser, para a Alexandra, uma porta aberta para tudo o que deseja descobrir. Nos últimos anos dedicou-se ao tema da comida. Escreveu dois livros, um sobre a presença dos muçulmanos em Portugal e outro sobre a cervejaria Ramiro.

TEMA
Uma caminhada sobre a curiosidade e a essência jornalística. O jornalismo como forma de ouvir os outros e de perceber o mundo. Da religião à arte ou à comida, todas as perguntas fazem sentido porque todas nos abrem caminhos novos e muitas vezes inesperados. 

DISTÂNCIA: 5km
DURAÇÃO: 2H45
GRAU DE DIFICULDADE: Fácil*
IDIOMA: Português
PONTO DE ENCONTRO: Aldeia da Vilarinha, Bordeira

Henrique Frazão artista visual

BIOGRAFIA
Henrique Frazão é um artista de Lisboa. O medo da amnésia levou-o, desde cedo, a querer registar e guardar muito daquilo que via, aprendia, pensava e sentia. Nesse sentido a fotografia foi tendo um papel cada vez mais importante, sendo encarada como um meio para imortalizar conceitos. Desenvolve desde 2017 um projecto de cápsula do tempo chamado “Chronos Cube”.

TEMA
Num mundo que se pressente cada vez mais efémero, onde o que damos por garantido poderá estar em causa (incluindo o futuro da Humanidade), o que escolheríamos guardar para sempre? Uma conversa sobre memória, fotografia, arquivo, cápsulas do tempo, alterações climáticas e muito mais.

DISTÂNCIA: 7km
DURAÇÃO: 2H45
GRAU DE DIFICULDADE: Fácil - Moderado*
IDIOMA: Português
PONTO DE ENCONTRO: Aldeia da Vilarinha, Bordeira

Hugo Dunkel especialista em cultura alimentar

BIOGRAFIA
Hugo Dunkel nasceu no Porto em 1986. Formou-se em diversas áreas: Design de Produto, Alimentos Fermentados, Agricultura Biodinâmica, Permacultura e Nutrição Ortomolecular. Trabalha em programação e produção cultural na criação discursiva, crítica e experimental, principalmente sobre questões alimentares. É uma apaixonado pela natureza, pelo pensamento ecológico, pelo movimento e pela fermentação, temáticas que povoam o seu trabalho.

TEMA
No árido mato brotam self-made-guts: alambiques de merda, barricas solitárias de destilação fecal. Que tal uma cosmologia microbiana: caminhamos em uníssono no silencio da paisagem. Movimento, ingestão, incubação, fermentação, transformação, assimilação, incorporação, excreção, composto. Pele de fora e pele de dentro – somos, de microorganismos, um contínuo infinito que digere. Reivindicamos a soberania digestiva!

DISTÂNCIA: 5km
DURAÇÃO: 3H00
GRAU DE DIFICULDADE: Fácil*
IDIOMA: Português
PONTO DE ENCONTRO: Aldeia da Vilarinha, Bordeira

Joana Bértholo escritora

BIOGRAFIA
Joana Bértholo, 1982, escreve para diferentes formas de publicar (livro, palco, academia). Apesar do seu trabalho ter temas recorrentes (como a ecologia ou o mercado), o seu território é a ficção. Caminha muito para pensar melhor.

TEMA
Escrever e contar histórias não diferem tanto de caminhar e procurar percursos. Há formas de estar com a paisagem (ouvir, meditar, seguir, ritualizar, enquadrar...) que geram ideias novas, e formas diferentes de estar ou de sentir. E essas ideias podem ser inspiradoras para quem cria mas, mais importante que isso, podem aproximar-nos do que nos rodeia. Nesta caminhada, o público vai explorar com a Joana algumas destas formas de olhar e de ouvir. 

DISTÂNCIA: 5km
DURAÇÃO: 3H15
GRAU DE DIFICULDADE: Fácil - Moderado*
IDIOMA: Português
PONTO DE ENCONTRO: Aldeia da Vilarinha, Bordeira

João Mariano fotógrafo

BIOGRAFIA
Com um percurso na fotografia tão rico quanto diversificado, João Mariano é um filho do Algarve, sendo o seu trabalho moldado pelas gentes e pela cultura da Costa Vicentina, a que chama o seu “laboratório de emoções”. É esta região que mais o inspira e lhe estimula a criatividade no olhar. Fruto desta profunda ligação, publicou diversos livros que celebram as tradições e os saberes da terra e do mar, bem como a paisagem do sudoeste algarvio.

TEMA
Uma caminhada para o público se deixar levar pela mão e voz de um apaixonado pela Costa Vicentina, e que a conhece como ninguém. «A Costa Vicentina é um lugar para gente paciente. É um local de contemplação onde o tempo é companheiro da observação. Quantas vezes olho para o mesmo, para o ver sempre diferente? Quantas vezes sinto que estou a percorrer o mesmo trilho de forma abstracta, redescobrindo-o vagarosamente, com outros tantos encantos? Quantas vezes reparo num pormenor que nunca me tinha despertado a atenção?» - João Mariano

DISTÂNCIA: 6km
DURAÇÃO: 3H00
GRAU DE DIFICULDADE: Fácil – Moderado*
IDIOMA: Português
PONTO DE ENCONTRO: Aldeia da Vilarinha, Bordeira

John Romão encenador

BIOGRAFIA
Encenador, ator e programador, John Romão (1984) tem desenvolvido um trabalho no campo do teatro contemporâneo e nos cruzamentos disciplinares.  Dirige os seus espetáculos desde 2002 e é diretor artístico e programador da BoCA, bienal de artes contemporâneas (Lisboa e Porto).

TEMA
Entre margens, entre centro e periferia, entre a luz e a sombra, nas periferias do centro, nas periferias das periferias, atravessamos e somos atravessados. Nesta caminhada, colectiva, com lugar e hora marcada, atravessamos uma paisagem que é desconhecida para John. O exercício é sempre o mesmo: quem somos à distância, longe daquilo a que chamamos “casa”?

DISTÂNCIA: 7km
DURAÇÃO: 2H45
GRAU DE DIFICULDADE: Fácil*
IDIOMA: Português
PONTO DE ENCONTRO: Aldeia da Vilarinha, Bordeira

Mário Martins arquitecto

BIOGRAFIA
Mário Martins nasceu em 1964, em Barão de São João, Lagos. Tornou-se arquitecto por acaso, mas desenvolveu uma intensa paixão pela arquitetura, que se mantém. Com o principal foco região algarvia, trabalha para pessoas das mais diversas proveniências, cuja diversidade cultural é um factor de enriquecimento da paisagem e dos costumes. Julga que o conhecimento e a dúvida suscitam a criatividade. Aponta ao futuro, com um profundo respeito pelo passado.

TEMA
Um arquitectar que defende o saber ancestral aliado às soluções actuais da arquitectura: “As casas aconchegam-se entre si e ao terreno de uma forma contida. Apenas os rasgos horizontais envidraçados emolduram os sucessivos planos de vista, que se diluem numa simbiose: o verde envolvente, o recorte da falésia, a imensidão do mar e depois do céu.” - Mário Martins. Um caminhar para conhecer um arquitecto cujo desenho vê a terra como a última fronteira.

DISTÂNCIA: 5km
DURAÇÃO: 3H15
GRAU DE DIFICULDADE: Fácil - Moderado*
IDIOMA: Português
PONTO DE ENCONTRO: Aldeia da Vilarinha, Bordeira

Nicolau da Costa apicultor, mariscador e arquitecto paisagista

BIOGRAFIA
Nicolau da Costa é um apaixonado pela terra, pelo mar e pela vida. Um fiel e experiente guardião da Costa Vicentina que é também agricultor, jardineiro, arquitecto paisagista, mariscador e apicultor caminhante.

TEMA
Uma deambulação pela 'serra marítima' e as falésias da Costa Vicentina, onde o público irá dialogar com Nicolau e com a natureza que lhe é tão próxima. Um percurso repleto de poesia, sensações e práticas profundamente humanas.

DISTÂNCIA: 8,5km
DURAÇÃO: 3H00
GRAU DE DIFICULDADE: Moderado*
IDIOMA: Português
PONTO DE ENCONTRO: Aldeia da Vilarinha, Bordeira

*Graus de dificuldade dos percursos

FÁCIL: Percurso que não necessita de experiência prévia em caminhadas. acessível a todas as pessoas.
FÁCIL – MODERADO: Percurso que não necessita de experiência prévia em caminhadas. será possível ter desníveis mais acentuados, maior distância ou terreno mais acidentado.
MODERADO: Percurso que necessita de experiência prévia em caminhadas. desníveis acentuados, distância a percorrer maior e terreno mais acidentado.

ENGLISH TALKS
new dates to be announced

Maria João Pereira Neto history and sociology researcher

BIOGRAPHY
Maria João Pereira Neto is a researcher in the field of History and Sociology and has been an university teacher since 1982. Over three decades Maria has taught various subjects, namely in the areas of Social and Human Sciences – Sociology, Demography and Anthropology – and History: Art, Architecture, Design, Culture, Scenography and Performance. She has published several scientific articles about the Costa Vicentina.

THEME
A journey through the memory and history of southwestern Portuguese lands. The group will remember the times when this place was considered the end of the world, and the people who were kidnapped to be sold as slaves in North Africa. The Algarve, especially this western corner, was for a long time abandoned, particularly after the 1755 earthquake. From here many stories can be unfolded and can lead us to the present, to the contemporary world, and also to the spring equinox and, who knows, Stravinsky.

DISTANCE: 5km
DURATION: 3H00
DIFFICULTY LEVEL: Easy*
LANGUAGE: English
MEETING POINT: Aldeia da Vilarinha, Bordeira

Nuno Barros marine biologist

BIOGRAPHY
Nuno Barros is a Marine Biologist and Ornithologist from a local Aljezur family. He has worked most of his carreer in marine conservation and monitoring projects in Portugal and West Africa. He has witnessed first hand how the sea affects the whole life, and how our lives affect the sea.

THEME
Conversations with inner and outer Oceans, over ecology and through the sea mist. The Ocean is calling out on us. Are you listening?

DISTANCE: 6km
DURATION: 3H00
DIFFICULTY LEVEL: Easy*
LANGUAGE: English
MEETING POINT: Aldeia da Vilarinha, Bordeira

*Difficulty levels of the paths

EASY: Route that does not require previous experience in hiking. accessible to everyone.
EASY - MODERATE: Route that does not require previous experience in hiking. possibility of facing steeper slopes, greater distance or more rugged terrain.
MODERATE: Route that requires previous experience in hiking. sharp unevenness, greater distance to travel and more rugged terrain.

PASSEIOS MONCHIQUE
novas datas a anunciar

Afonso Cruz escritor

BIOGRAFIA
Afonso Cruz nasceu em 1971, na Figueira da Foz. É, além de escritor, ilustrador e músico. Tem mais de trinta livros publicados em diversos géneros.

TEMA
Conversaremos, uma vez que nos passeamos pela terra do medronho, do álcool e da sua influência ao longo das história da humanidade e da civilização, e das suas consequências.

DISTÂNCIA: 5km
DURAÇÃO: 3H15
GRAU DE DIFICULDADE: FÁCIL*
IDIOMA: Português
PONTO DE ENCONTRO: Moinho do Poucochinho, Parque do Barranco dos Chorões

Alix Sarrouy sociólogo da arte e da cultura

BIOGRAFIA
Alix Sarrouy é músico, performer e sociólogo da arte e da cultura. Procura pensar e compreender as interacções entre seres humanos, mas também entre estes e os objectos que os rodeiam, sejam eles construídos ou naturais. Acredita nas artes como processo colectivo e não apenas como resultado singular. 

TEMA
Seremos corpos humanos a caminhar pela natureza de Monchique. Deixar os cinco sentidos tomar conta das relações entre nós, mas também com a serra que nos acolhe nas suas costas. Os caminhos vão ser de encontro e de escape. Das palmas dos pés nus a sentir o chão, até ao observar do azul de queixo para cima. Guiados por histórias contadas, por (con)textos lidos, por olhares cruzados. Cheirar com os olhos, ler com os ouvidos, escutar com as pontas dos dedos.

DISTÂNCIA: 6km
DURAÇÃO: 3H00
GRAU DE DIFICULDADE: Fácil - Moderado*
IDIOMA: Português
PONTO DE ENCONTRO: Moinho do Poucochinho, Parque do Barranco dos Chorões

Gustavo Ciríaco coreógrafo

BIOGRAFIA
Gustavo Ciríaco é um coreógrafo e artista contextual brasileiro com obras que transitam entre espectáculos, exposições vivas e trabalhos site-specific onde arquitectura, artes visuais e cénicas se encontram em performances marcadas pela partilha do sensível.

TEMA
Um passeio para percepcionar a natureza e a paisagem, criando relações entre o relevo, o pensamento e o movimento. Entre texturas, conjunturas e dramaturgia espacial.

DISTÂNCIA: 6km
DURAÇÃO: 2H45
GRAU DE DIFICULDADE: Fácil - Moderado*
IDIOMA: Português
PONTO DE ENCONTRO: Moinho do Poucochinho, Parque do Barranco dos Chorões

Joana Craveiro encenadora

BIOGRAFIA
Joana Craveiro é dramaturga, actriz, encenadora e antropóloga. Fundou o Teatro do Vestido em 2001 e dirige-o desde então. No seu trabalho usa as metodologias da história oral e da antropologia para investigar e criar peças de teatro, performances e textos vários. Interessa-lhe tudo o que tem a ver com memória, histórias de vida e a história política portuguesa. Gosta de caminhar e de caminhadas; ajudam-na a ver para dentro e para fora ao mesmo tempo, o que é uma coisa estranha e boa (diz ela).

TEMA
Caminhar com utopias. Caminhar com Orlando Ribeiro. Caminhar na busca de uma geografia interior.
 Caminhar com alguns poetas.
Caminhar a fazer um Atlas de lugares que não existem.
 Caminhar a mapear cá dentro.

DISTÂNCIA: 5km
DURAÇÃO: 3H00
GRAU DE DIFICULDADE: Fácil - Moderado*
IDIOMA: Português
PONTO DE ENCONTRO: Moinho do Poucochinho, Parque do Barranco dos Chorões

Joana Gorjão Henriques jornalista

BIOGRAFIA
Joana Gorjão Henriques é jornalista do PÚBLICO e o seu trabalho debruça-se principalmente sobre os temas de direitos humanos, imigração e discriminação. É autora dos livros “Racismo em Português” e “Racismo no País dos Brancos Costumes”.

TEMA
Conversaremos sobre as novas vagas migratórias de pessoas que se têm vindo a estabelecer no Alentejo, nomeadamente na zona de Odemira, para trabalhar nas estufas.

DISTÂNCIA: 5km
DURAÇÃO: 2H45
GRAU DE DIFICULDADE: Fácil*
IDIOMA: Português
PONTO DE ENCONTRO: Moinho do Poucochinho, Parque do Barranco dos Chorões

Paulo Pires do Vale curador de arte

BIOGRAFIA
Paulo Pires do Vale nasceu em 1973 e é filósofo, professor universitário, ensaísta e curador. Desde Março de 2019, é Comissário do Plano Nacional das Artes.

TEMA
Conversa sobre experiência e o pensamento das fronteiras: entre filosofia e curadoria, entre arte e comunidade, entre religião e estética, entre cultura e educação... 

DISTÂNCIA: 5km
DURAÇÃO: 3H00
GRAU DE DIFICULDADE: Fácil*
IDIOMA: Português
PONTO DE ENCONTRO: Moinho do Poucochinho, Parque do Barranco dos Chorões

Sandro William Junqueira escritor

BIOGRAFIA
Sandro William Junqueira nasceu em 1974. Tem vindo a publicar diversas obras que foram nomeadas e premiadas recentemente. Em 2012, foi considerado um dos escritores para o futuro pelo semanário Expresso. É atualmente o coordenador do projeto PANOS – Palcos Novos Palavras Povas no Teatro Nacional D. Maria II.

TEMA
A vida sobre a terra é uma luta. Contra os elementos, contra a imprevisibilidade, contra a morte. A literatura faz parte deste combate, até porque as coisas não se separam – a natureza mistura-se com as histórias, a temperatura com as palavras, os altos e baixos do território com os da criação. Não se escreve sem se ouvir o pulsar da terra e não se lê sem usar o corpo todo. No Inverno pensa-se mais o lado de dentro? No Verão é mais difícil mentir? Pode-se tapar a natureza com betão? E a arte e os livros podem existir separados do chão?

DISTÂNCIA: 6km
DURAÇÃO: 2H45
GRAU DE DIFICULDADE: Fácil - Moderado*
IDIOMA: Português
PONTO DE ENCONTRO: Moinho do Poucochinho, Parque do Barranco dos Chorões

*Graus de dificuldade dos percursos

FÁCIL: Percurso que não necessita de experiência prévia em caminhadas. acessível a todas as pessoas.
FÁCIL – MODERADO: Percurso que não necessita de experiência prévia em caminhadas. será possível ter desníveis mais acentuados, maior distância ou terreno mais acidentado.
MODERADO: Percurso que necessita de experiência prévia em caminhadas. desníveis acentuados, distância a percorrer maior e terreno mais acidentado.