Loading...
Menu

21 FEV A 1 MAR

DEUX PIERRES
Turak Théâtre

UM SOLO DE MICHEL LAUBU
FRANÇA

Teatro de objectos
ALJEZUR . MONCHIQUE

ALJEZUR
21, 22 FEV (sex, sáb) – 21H30
23 FEV (dom) – 18H00
Local exacto a anunciar

MONCHIQUE
28, 29 FEV (sex, sáb) – 21H30
1 MAR (dom) – 18H00
Local exacto a anunciar

LABORATÓRIOS ARTÍSTICOS
24, 25, 26 E 27 FEV (seg a qui)
10H30 – 13H00
14H30 – 17H00
Espaço +

DURAÇÃO: 1H00

CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: M/ 12+
A idade mínima permitida é 12 anos

BILHETES:
8€ Preço Único

BILHETEIRA

BILHETES À VENDA TAMBÉM EM:
Monchique – Biblioteca Municipal
Aljezur – Casa Lavrar o Mar – Rua João Dias Mendes 

LABORATÓRIO:
10€ Preço Único

INSCRIÇÃO OBRIGATÓRIA:
info@lavraromar.pt | (+351) 913 943 034
ESPECTÁCULO
Uma bruma de onde surgem pequenas personagens sem ligação directa ao quotidiano onde foram feitas... tudo cabe na palma de uma mão ou mesmo numa caixa de sapatos. Trata-se de uma "bricolage" poética, uma mistura improvável de objectos usados, retirados de gavetas esquecidas com coisas que não foram para o lixo. Molas da roupa velhas, pedacinhos de fio e cordéis, traves e troncos de madeira banhados pelo mar e pelo vento, caroços de fruta esculpidos. Um povo inventado oriundo da Turákia, país imaginário que existe em geografia vertical.
'Deux Pierres' é como pequenas conversas visuais...
Fascinado pela poesia das "assemblages" improváveis e pela fadiga dos objectos com que trabalha, Michel Laubu traz-nos uma galeria de retratos e um teatro de imagens maravilhoso, como um recital visual de chegadas e partidas de anjos, batatas e outras tantas (in)significâncias.

LABORATÓRIO DE CRIAÇÃO
Uma experiência única para compreender que um bule, uma cafeteira, uma carteira ou um banco podem ser personagens que ganham vida própria pelas nossas mãos.
Dotado de uma técnica muito singular e apurada, Michel Laubu ensina-nos como objectos de um quotidiano já passado nos podem interpelar e transportar para uma experiência efervescente plena de poesia, humor e estranheza.
FICHA ARTÍSTICA E TÉCNICA

CRIAÇÃO, INTERPRETAÇÃO E ORIENTAÇÃO DO LABORATÓRIO: Michel Laubu